Protesta de modelos galego-brasileiras en contra da corrupción

PlanetaGalego faise eco da nota enviada por Marco Ferrari, descendente da galega Margarita Castro, sobre a acción de denuncia efectuada durante un recente e importante desfile polas súas fillas, Márcia e Verônica Amores, modelos e estilistas no Brasil, contra a corrupción nese país.

Como se transmite uma idéia quano se tem vergonha na cara, talento, consciência cívica e coragem

No nosso país, nesta época e suas circunstâncias, criar uma idéia e transportar seu conteúdo (em princípio abstrato) para ser apreciada, sopesada e, por sua vez, fincada na consciência da sociedade como um todo e conseguir retransmiti-la com eficácia visando sua adoção, demanda a observância de alguns parâmetros iniludíveis, pois, a mesma, cansada de sugestões válidas como pensamento mas hirtas desde seu nascedouro ou perecíveis durante seu transcurso, exige novas (diferentes e arrojadas) formas de linguagem ao alcance de todos e que, sendo compreendidas e
assimiladas por todas suas camadas iniciarão o princípio de sua verdadeira consolidação e proselitismo.

Criar um pensamento renovador ou a perspectiva de uma miragem esperançosa quando se têm suficientes cabide$ para oferecer a marqueteiros de escândalos subvencionados por”amicis della cosa nostra” e operários colocados em postos estratégicos de decisão e alcance de caudais é fácil; difícil, muito difícil é conseguir fazê-lo quando só se têm autênticos amigos, dignidade, civismo, ética, determinação, talento, criatividade e coragem.

Por isso, ver as imagens que pela Terra e Uol percorreram o mundo “www.terra.com.br” e “www.uol.com.br” Modas/ Casa de Criadores/ À Dor Amores do dia Domingo 19 de março (o segundo Evento de Modas mais importante do País) estampadas nas fotos principais encerrando o desfile, Margarida e suas filhas, estas duas últimas vestindo camisetas com os dizeres “A corrupção política promove a miséria e a violência” na frente, e às costas, “Campanha para que essa prática vire crime hediondo” pôs toda a platéia presente aplaudir de pé por longos minutos e, certamente, ao coração de centenas de milhões de internautas do mundo todo na mesma sintonia vibratória dessa mensagem universal.

Relataram as estilistas a imprensa que, o sentindo das máscaras é o protesto da mulher anônima como representatividade humana, abstraída de posição social, cor, raça e religião através da ínguagem que elas mais conhecem. O protesto adquire uma dimensão sem precedentes já que foi brandido no âmbito feêrico da Moda, ambiente onde a mulher emite sua opinião de gostos do vestido compartilhando-o com toda a comunidade feminina e, repassa todos seus acontecimentos aos seus maridos (Vice) Presidente, Senadores, Deputados, Ministros do Judiciário, Desembargadores, Procuradores e Juizes que legislam e ministram sobre as leis através dos interesses e clamor da sociedade, como naturalmente também o fazem as companheiras de todos os representantes das forças vivas mais representativas.

Esperamos com tudo isto que, a diferença da Campanha do Desarmamento que custou arredor de 500 milhões aos cofres públicos resultando essa pretensão elitista bem pior como emenda do que o próprio soneto, (haja vista o aumento das chacinas como antes jamais se viu no país, o assassinato de inúmeros policiais militares e civis, ataques a Delegacias e Cabines, o incremento de assaltos, roubos e seqüestros e, o avolumento do crime organizado de todo tipo enfrentando o Estado e suas Forças Armadas mesmo no coração de suas Bases) enraíze em todas nossas consciências frutificando (esta vez) em resultados de câmbios e esperanças verdadeiras e não demagógicas e de
palanques.

Eu particularmente, ao fim, posso partir: Já escrevi um livro, plantei árvores e fiz filhos. Vale dizer filhas.

Aquelas mesmas que, chorando compulsivamente através de suas máscaras nem bem concluiu o desfile me abraçando disseram-me:” O senhor, viu, pai, como foi recebido a nossa mensagem?”

Ver a noticia en webs brasileiros:

(Fotos: Marcelo Pereira/Terra Brasil)

Comments are closed.